Páginas

sábado, 29 de setembro de 2018

Twitter pede ajuda aos usuários para definir suas políticas de uso

Logomarcas do Twitter.

O Twitter pediu, no dia 25 de setembro, que seus usuários definam novas restrições sobre o uso da rede social e combatam os tuítes "desumanizantes" que poderiam exacerbar a violência no mundo real.

O Twitter trabalha há meses em uma extensão de suas restrições para interromper as mensagens que "desumanizam" pessoas com base em sua raça, religião, orientação sexual ou qualquer outra forma de pertencimento a algum grupo.

"A linguagem que degrada alguém a menos que humano pode ter repercussões fora da rede, incluindo a normalização de atos graves de violência", disseram Vijaya Gadde e Del Harvey, membros da equipe de Confiança e Segurança do Twitter em um texto publicado no blog da empresa.

Contudo, como ampliar o leque de restrições não é um movimento isento de riscos de erros ou de censura severa demais, o Twitter recorreu aos critérios de seus usuários em todo o mundo para encontrar uma definição equilibrada.

"Queremos sua opinião para nos assegurarmos de levar em conta uma perspectiva global e como essas novas regras se aplicam às diferentes comunidades e culturas", acrescentaram os executivos.

Este pedido de ajuda ao público surge em um momento difícil para as redes sociais em geral, criticadas por permitir que exércitos de "trolls" interferissem nas eleições presidenciais de 2016 nos Estados Unidos ou por censurar demasiadamente, ou não suficientemente, seus usuários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário