Páginas

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Presidente da gigante chinesa do comércio eletrônico Alibaba anuncia aposentadoria

O cofundador do Alibaba Jack Ma, em uma reunião com o primeiro-ministro da Tailândia, Prayuth Chan-ocham, em Bangcoc, em 18 de abril de 2018.

Jack Ma, presidente e cofundador da gigante chinesa do comércio eletrônico Alibaba, anunciou sua aposentadoria a partir do dia 10 de setembro, em uma entrevista publicada no dia 07 de setembro pelo New York Times.

Sua saída "não é o fim de uma era, mas o começo de uma era", disse ao jornal americano o homem mais rico da China, que em 1999 foi um dos fundadores do Alibaba, que logo se tornou um mastodonte tecnológico presente não só no comércio eletrônico mas também na computação em nuvem, no entretenimento e nos meios de comunicação.

Também esteve por trás do serviço de pagamento Alipay, que ajudou a transformar a forma como os chineses fazem suas compras e pagam por elas.

Segundo a última edição da revista Forbes, a fortuna deste ex-professor de inglês é estimada em 36,5 bilhões de dólares, situando-o na 21ª posição no mundo.

No dia 10 de setembro, dia de sua aposentadoria, fez 54 anos.

Em 2014, a Alibaba realizou em Wall Street a maior entrada na bolsa de valores da história, ao arrecadar 25 bilhões de dólares.

Jack Ma planeja se concentrar a partir de agora em projetos filantrópicos de educação, mas continuará assessorando o grupo, disse ao New York Times.

A empresa anunciou no fim de agosto um aumento do faturamento trimestral de 61%, chegando a 80,9 bilhões de yuans (12,2 bilhões de dólares), impulsada por fortes rendimentos por publicidade, mas também por seus investimentos na "nuvem", em entretenimento e em lojas on-line.

Nenhum comentário:

Postar um comentário