Páginas

sábado, 21 de julho de 2018

Petróleo recua diante de redução de temores ligados à produção

Campos petrolíferos em al-Qurnah, no sul do Iraque.

Os preços do petróleo tiveram forte queda no dia 16 de julho, conforme os temores de um possível déficit na oferta mundial de petróleo parecem estar cedendo.

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em setembro fechou a 71,84 dólares no Intercontinental Exchange (ICE) de Londres, 3,49 dólares menos que no dia 13 de julho.

No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de "light sweet crude" (WTI) para agosto perdeu 2,95 dólares, a 68,06 dólares.

"Há uma combinação de notícias que leva os corretores a pensar que a oferta de petróleo será menos alterada do que se temia há alguns dias", disse John Kilduff da Again Capital.

Sobre o Irã, "diversos membros do governo americano não têm o mesmo discurso, o que deixa a porta aberta a exceções" entre os países que desejariam continuar importando petróleo iraniano depois da reinstauração das dos Estados Unidos contra este país.

Para outros analistas, contudo, as mensagens contraditórias dos membros do governo dificultam saber se os barris do Irã continuarão chegando ao mercado mundial.

"Agora, falamos da venda de 30 milhões de barris por parte dos Estados Unidos para aliviar o mercado", disse Kilduff.

Contudo, ele esclareceu que esta decisão, se for tomada, não se traduziria imediatamente na oferta de petróleo. Segundo ele, o processo levará várias semanas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário