Páginas

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Tarifas preocupam indústria e agricultores nos EUA, segundo Fed

Tarifas preocupam indústria e agricultores nos EUA, segundo Fed.

A economia americana continuou a crescer de forma "modesta" em março, mas a indústria e os agricultores estão preocupados com a guerra comercial iniciada pelo governo de Donald Trump, segundo um relatório do Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) publicado no dia 18 de abril.

Com tarifas especialmente sobre o aço chinês, industriais constataram um aumento nos preços do aço "às vezes espetacular", indicou o Fed.

Em nível mundial, os preços de bens e serviços estão avançando moderadamente, e os salários sobem "sem escalada". As empresas relatam dificuldades na contratação devido à rigidez do mercado de trabalho.

O relatório, chamado Livro Bege, é publicado duas semanas antes de uma reunião monetária do Fed, em 1 e 2 de maio. Os mercados não esperam um novo ajuste nesta reunião, após o que foi realizado em março.

As sucursais do banco central em 12 regiões informaram que "vários setores, da indústria à agricultura e o transporte, expressaram preocupações sobre as tarifas recentemente introduzidas ou propostas".

Muitas regiões veem fortes aumentos nos preços do aço e do alumínio após a imposição de tarifas aduaneiras sobre esses materiais.

"Os construtores continuam notando o aumento dos preços em materiais de construção e estão preocupados com a possibilidade de uma guerra comercial", informa uma empresa da Filadélfia.

Em Chicago, os fabricantes alertam que farão os consumidores pagarem por metade dos aumentos de custos nesses materiais.

A inflação geral, embora moderada, está presente "em todas as regiões". Além do aço e dos materiais de construção, os preços do transporte estão em alta. Outras empresas dos setores de tecnologia da informação e manufatura estão começando a passar aumentos de preços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário