Páginas

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

CVM investiga XP Investimento por falha em registro de clientes

CVM investiga XP Investimento por falha em registro de clientes.

A XP Investimento é investigada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) por falhas nos registros de ordens transmitidas por clientes a agentes autônomos que atuam para a corretora.

Segundo a XP, o processo se refere a uma auditoria realizada em 2016, que selecionou 48 ordens em três escritórios. Em um deles, a CVM encontrou falhas na formalização dos registros de 7 ordens, que foram obtidas com o cliente após a execução.

Após auditoria, foi aberto um processo sancionador que acusa também o fundador da corretora, Guilherme Benchimol, segundo o jornal "O Globo".

A XP confirma a investigação. A Folha de S.Paulo não teve acesso aos documentos.

A CVM acusa, segundo O Globo, a XP e Benchimol de não zelarem pelo armazenamento adequado das ordens dos investidores. Registros realizados por agentes autônomos que atuam para a corretora teriam sido feitos depois da execução das ordens ocorreram apenas por causa da realização da auditoria.

CLIENTES

Não houve nenhuma reclamação ou prejuízo por parte dos clientes. Não houve qualquer problema sistêmico, havendo apenas uma falha pontual, já corrigida, afirma em nota a XP.

Sobre a inclusão do nome do Guilherme Benchimol no processo, a corretora afirma que ocorreu porque ele é o diretor presidente da empresa e respectivo responsável na CVM. Não tendo contribuído diretamente para eventual falha, diz a XP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário