Páginas

domingo, 17 de dezembro de 2017

Rio de Janeiro fecha empréstimo de R$ 2,9 bi

Luiz Fernando Pezão, governador do Rio de Janeiro, fechou um empréstimo de R$ 2,9 bilhões com o banco BNP Paribas. O valor será utilizado para o pagamento de salários atrasados de mais de 200 mil funcionários públicos. No início do mês o banco venceu a licitação para emprestar o valor, que tem como garantia até 50% das ações da Companhia Estadual de Águas e Esgotos, a Cedae. A transferência será realizada após a assinatura de Henrique Meirelles, o ministro da Fazenda.

A expectativa do Rio é de que o pagamento de todos os valores em atraso seja regularizado até semana que vem. A prioridade é pagar, além dos salários de funcionários, os benefícios a que tem direito os aposentados e pensionistas referentes aos meses de outubro de novembro. É preciso quitar ainda o débito do 13º salário referente ao ano passado e a esse.

Atrasos

Em comunicado, o governo explica que o salário de setembro ainda não foi pago a 25,2 mil servidores, o correspondente a R$ 103,6 milhões. Falta ainda pagar os salários de novembro, correspondentes a R$ 922 milhões. Receberão os valores os funcionários ativos de setores como educação e ativos, os aposentados e pensionistas da polícia, bombeiros, agentes penitenciários e funcionários vinculados.

Ainda ficam sem receber o salário de novembro pouco mais de 210 mil servidores, aposentados e pensionistas, o que corresponde a R$ 619,6 milhões. O estado do Rio de Janeiro ainda deve R$ 1,2 bilhão para 124 mil funcionários ativos e 103 mil pensionistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário