Páginas

terça-feira, 11 de julho de 2017

Dois diretores do BNDES pedem demissão após fala de presidente

BNDES no Rio de Janeiro.

Os diretores do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Vinicius Carrasco e Claudio Coutinho pediram demissão de seus cargos no dia 07 de julho, segundo a agência Reuters.

Carrasco respondia pela área de Planejamento e Pesquisa do banco e Coutinho pela área de Crédito e Financeira e Internacional. Procurado, o BNDES não tinha posição oficial sobre o assunto de imediato.

A saída de Carrasco e Coutinho ocorre depois da entrevista do presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, publicada no dia 07 de julho no jornal O Estado de S.Paulo. Na entrevista, ele fala que a nova taxa de juros do BNDES, TLP, criada durante o mandato de Maria Silvia Marques, “pode prejudicar as empresas tomadoras de crédito na instituição ao reduzir a previsibilidade das condições dos financiamentos”.

Maria Silvia renunciou em maio à presidência do BNDES. A renúncia dela ocorreu uma semana depois que delação de Joesley Batista, um dos controladores da JBS, mostrou o empresário reclamando ao presidente Michel Temer de entraves a seus interesses no BNDES e citando o nome de Maria Silvia. A saída da executiva do banco de fomento também ocorreu poucos dias depois de ela ter anunciado a criação de uma comissão interna para avaliar operações do BNDES com a JBS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário