Páginas

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Odebrecht pagou US$ 788 mi em propina em 12 países, informa EUA

Sede da empreiteira Odebrecht.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos informou que a Odebrecht pagou 788 milhões de dólares em propina em mais de cem empreendimentos realizados em doze países. A informação consta de um documento divulgado nesta quarta-feira pela Justiça americana, que assinou acordos de leniência com a empreiteira e a petroquímica Braskem em que elas admitem ter participado de esquemas de corrupção ao redor mundo e se comprometem a pagar 3,5 bilhões de dólares aos EUA, Suíça e Brasil.

Além do Brasil, a Odebrecht pagou vantagens ilícitas para obter contratos em projetos de Angola, Argentina, Colômbia, República Dominicana, Equador, Guatemala, México, Moçambique, Panamá, Peru e Venezuela. Os pagamentos teriam sido feitos entre 2001 e 2016. 

O documento é assinado pelo procurador de Justiça Robert L. Capers e pelo chefe da Seção de Fraude da Divisão Criminal do Departamento de Justiça Andrew Weissmann.

Em termos de valores monetários, o acordo firmado com a Odebrecht e a Braskem é o maior já feito na história mundial em um caso de corrupção. “Além da revelação dos fatos, objetivo central da leniência, os acordos permitem a preservação das empresas e a continuidade de suas atividades, inclusive para gerar valores necessários à reparação dos ilícitos”, afirmou, em nota, a força-tarefa da Lava Jato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário