Páginas

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Número de estrangeiros deve bater recorde no verão brasileiro

Segundo a Embratur, número de turistas estrangeiros no verão brasileiro deve somar 2,42 milhões entre dezembro e fevereiro.

O número de turistas estrangeiros na temporada de verão deve crescer 11% em relação a 2015, para 2,42 milhões, o que seria um recorde. A estimativa é da Embratur, que considera o período entre dezembro e fevereiro. O número representa um terço do total de turistas estrangeiros que vieram ao país ao longo de todo o ano passado.

Para o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, além de fatores como a exposição maior que o país recebeu na Olimpíada e o real desvalorizado – o que barateia o passeio no Brasil para quem gasta em dólar -, o país se beneficiou de uma maior integração aérea com vizinhos da América do Sul, com a consolidação das companhias locais com as internacionais Avianca e Latam.

“Nos últimos anos, o fluxo de passageiros desses países aumentou 500%”, diz Lummertz. “A consolidação do mercado aéreo gerou conectividade, que aumentou o número de passageiros. Hoje, tem até voo de Córdoba, na Argentina, para Maceió.”

Outro exemplo da expansão no mercado sul-americano é o aumento de voos fretados para Florianópolis, consagrado destino de argentinos durante o verão. “Florianópolis registrou 157 voos fretados vindos do Chile. Há dez anos, eram dois ou três. O Chile descobriu o Brasil”, afirma o presidente da Embratur. Na temporada entre 2014 e 2015, a mais recente com dados de todos os meses disponíveis, o número de turistas da Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai somou 1,46 milhão, dos quais 136.562 eram chilenos.

Segundo Lummertz, é necessário fazer investimentos para transformar a enorme exposição que o país teve durante a Olimpíada do Rio, neste ano, em maior número de visitantes. O órgão veiculou uma campanha em vídeo em grandes emissoras como CNN, Fox e Discovery Channel agradecendo a presença dos estrangeiros nos Jogos e chamando-os para “o próximo grande evento”, o verão brasileiro.

Para a ação, foram gastos 6 milhões de reais, e o investimento total neste ano em divulgação é de cerca de 10 milhões de reais. Na avaliação do presidente, esse gasto deveria ser, na verdade, de cerca 140 milhões de reais. Como justificativa para ampliação de recursos, estaria o retorno desse tipo de investimento ser rápido. “O Brasil tem um enorme potencial natural de turismo. Se não divulgarmos, o argentino vai viajar para o Caribe, por exemplo. A Colômbia, que é a Colômbia, gasta 110 milhões de reais”, diz.

Outra iniciativa apontada pela Embratur para aumentar o fluxo de estrangeiros é a suspensão da exigência de vistos, medida que esteve em vigor durante a Olimpíada do Rio. O órgão calcula que a liberação foi responsável por um aumento de 55,31% entre 1º de junho e 18 de setembro no número de estrangeiros com origem nos países beneficiados – Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália – em relação ao mesmo período de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário