Páginas

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Sequoia, o último iate oficial dos EUA, é vendido por US$ 0

O iate Sequoia: de serviços prestados a nove presidentes americanos a "casa de guaxinins".

O Sequoia, último iate oficial a ser utilizado por presidentes dos Estados Unidos, acaba de perder um tanto do status que a história lhe deu: para encerrar um imbróglio jurídico envolvendo seus atuais proprietários, a embarcação foi vendida por zero dólares. Sim, zero dólares.

O juiz Sam Glasscock concordou que a empresa de investimentos FE Partners poderia exercer sua opção de compra da embarcação por um preço ajustado de nenhum dólar. A FE Partners – da qual fazem parte o fundo Equator Capital Group e membros da rica família Timblo, da Índia – cobrava uma dívida de 7,5 milhões de dólares da Sequoia Presidential Yacht Group, atual dona do iate.
O iate Sequoia em ação em 2003.

“O Sequoia, um antigo e vulnerável iate de madeira, está parado em espaço inadequado de uma marina subdimensionada em um estaleiro a oeste de Chesapeake, deteriorando-se e, mais recentemente, servindo de casa para guaxinins”, escreveu o juiz em sua decisão, de acordo com o jornal The Guardian.

O iate serviu a nove presidente americanos. De Herbert Hoover (1929-1933) a Jimmy Carter (1977-1981), todos tiveram o barco à sua disposição para receber autoridades, diplomatas ou apenas para que os mandatários pudessem relaxar do trabalho na Casa Branca.

Em 1977, Jimmy Carter decidiu leiloar o Sequoia, que foi arrematado por 286.000 dólares, em valores da época. Ele teve vários donos desde então e foi usado para passeios pelo rio Potomac. Nos últimos tempos, no entanto, estava se deteriorando no cais de Deltaville, no estado da Virgínia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário