Páginas

domingo, 16 de outubro de 2016

Eletrobras registra nos EUA perda de R$ 300 milhões com corrupção

Valor das propinas na Eletrobras representava de 1% a 6% do montante de alguns contratos.

A estatal de energia Eletrobras entregou no dia 11 de outubro nos Estados Unidos informações financeiras referentes a 2014 e 2015, nos quais reconhece perdas de cerca de 300 milhões de reais com a corrupção. A entrega dos documentos atrasou por causa das investigações sobre corrupção na companhia, informou a companhia em comunicado ao mercado.

Segundo os documentos arquivados na Securities and Exchange Commission (SEC), órgão que regula o mercado de capitais americano de ações (SEC), o montante das propinas representava entre 1% e 6% do valor de alguns contratos. Os resultados da investigação estimam impactos financeiros de cerca de 300 milhões de reais devido às ilegalidades.

Maior elétrica do Brasil, a Eletrobras atua em geração, transmissão e distribuição de energia e está envolvida em projetos em andamento que vão desde mega hidrelétricas na Amazônia até uma usina nuclear em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. Após a revisão dos balanços, a empresa reportou prejuízo de 6,15 bilhões de reais em 2014 e de 11,91 bilhões de reais em 2015. Antes da revisão, as perdas informadas haviam sido de 2,96 bilhões de reais e 14,95 bilhões de reais, respectivamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário