Páginas

terça-feira, 1 de março de 2016

G20 se compromete a intensificar esforços contra financiamento terrorista

Os ministros de Finanças dos países mais ricos do mundo, que compõem o G20, reunidos em Xangai, na China.

Os ministros de Finanças dos países mais ricos do mundo, que compõem o G20, comprometeram-se no dia 27 de fevereiro a intensificar os esforços para eliminar todas as fontes, técnicas e canais de financiamento para o terrorismo e a aumentar a cooperação na troca de informações a esse respeito.

A declaração divulgada ao término da cúpula ministerial de dois dias, realizada em Xangai (China), pede a todos os países que se "unam a nós nesses esforços".

Todos os países foram instados a implementar com rapidez os padrões do Grupo de Ação Financeira Internacional (FATF), do qual fazem parte 34 estados nacionais, entre eles China e Estados Unidos, e a cumprir a resolução do Conselho de Segurança da ONU sobre ameaças à paz e à segurança internacional causadas por atos terroristas.

Os ministros também pediram ao FAFT, criado em 1989 para ajudar a combater a lavagem de dinheiro e o financiamento de terrorismo, para que fortaleça seu trabalho na identificação, na análise e na eliminação das ameaças terroristas financeiras, das fontes e métodos de captação de recursos e da sua utilização.

Os representantes dos países do G20 concordaram em usar "todas as ferramentas" monetárias, fiscais e estruturais para impulsionar o crescimento econômico mundial e garantir sua recuperação. Além disso, consideraram que uma possível saída do Reino Unido da União Europeia e o crescente número de refugiados no mundo são dois dos principais "riscos" para a economia internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário